GILSONNETO.COM

Notícias Sergipe

Governo de Sergipe eleva Getam a categoria de Regimento e entrega novo Centro de Treinamento

Na ocasião, foi realizada a formatura do III curso de Especialização em Táticas e Ações com Motocicletas

Governo de Sergipe eleva Getam a categoria de Regimento e entrega novo Centro de Treinamento
Foto: Mário Sousa
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Nesta quinta-feira (19), o  governador Belivaldo Chagas participou de solenidade especial de inauguração do Centro de Treinamento Cavaleiro de Aço Soldado PM Alisson Santos Bonfim e realização da assinatura que elevou o Getam de Grupamento de Aracaju a  Regimento de Cavalaria Mecanizada de Motopatrulhamento (Getam), interligando todas as unidades do estado (Itabaiana, Lagarto, Estância e Simão Dias) através de mesma doutrina e procedimento. Na oportunidade, foi realizada, ainda, formatura do III Curso de Especialização em Táticas e Ações com Motocicletas (Cetam).

A modificação acarreta na ampliação de toda a gestão do Getam no estado. Assim, todos serão vinculados ao Regimento em Aracaju em relação a doutrina e procedimentos, padronizando ações dos militares na capital e no interior. Até então, o Getam funcionava como se fosse uma companhia, um esquadrão motorizado. Com a elevação, passa a ser Regimento, o que equivale a um Batalhão. “Com isso, também aumenta a responsabilidade e requer mais homens também para essa função. Portanto, o Getam ganha mais força e vai estar incorporando os Getam’s de Itabaiana, Lagarto, Simão Dias, onde nós temos ações da polícia que presta serviço de forma motorizada”, disse Belivaldo, destacando também a renovação do efetivo policial com as últimas convocações. “Esta ampliação só está sendo possível graças à convocação de mais de 1.000 policiais militares aprovados em concurso. Tudo graças a um trabalho sério de gestão e equilíbrio nas contas públicas”, apontou. 

Segundo o comandante da Polícia Militar de Sergipe, coronel Marcony Cabral, a ação faz parte do processo de interiorização do Getam. “O Getam é uma modalidade ostensiva, bastante reconhecida pelo estado de Sergipe, pela sua dinâmica, pela condição, que tem de chegar nos mais variados lugares. A elevação de nível é fruto de um esforço, do plano estratégico do governo do Estado, e tenho certeza que a sociedade só vai ganhar porque o Getam é muito mais do que uma unidade, é uma marca reconhecida pelo povo de Sergipe. E nós precisamos ampliar a sua atuação nos mais diversos municípios do estado de Sergipe, não só em Aracaju”, pontuou o comandante, adiantando que a intenção é estender o Getam a todas as sedes de batalhão no interior. 

De acordo com o comandante do Getam, tenente-coronel J. Luiz, a elevação do Getam a categoria de Regimento representa mais eficiência e segurança para os profissionais e para a população.  “Todos os Getam’s do interior passarão a ter a nossa subordinação, compreendendo a doutrina, parte administrativa, formas de agir na rua, as instruções, cursos. Com isso, vamos padronizar todo o policiamento do Getam no interior, ou seja, o Getam agora vai passar a ser um só”, disse o comandante.  

Centro de Treinamento

Para a criação do Centro de Treinamento Cavaleiro de Aço Soldado PM Alisson Santos Bonfim foram realizadas melhorias no espaço da sede do Getam, com modificação na estrutura do pátio interno do local, que, com o apoio da Prefeitura de Aracaju, foi asfaltado. Sendo assim, os treinamentos de rua, que antes eram executados no bairro Porto Dantas e no Conjunto João Alves, serão realizados no local, proporcionando economia de tempo, melhor observação das táticas utilizadas pelos profissionais e maior celeridade na realização do curso. O espaço homenageia o soldado PM Alisson Santos Bonfim, que morreu em 2015, aos 32 anos, durante perseguição a suspeitos, deixando esposa e dois filhos.

Sobre a entrega do novo Centro de Treinamento, o governador destacou a importância do espaço para a formação de profissionais da segurança. “É um centro de treinamento, portanto, mais uma ação para preparar cada vez mais os nossos policiais. É bom que tenhamos cada vez mais policiais militares e civis preparados para ações táticas. Nós estamos formando hoje uma turma com mais de vinte policiais que trabalham com motocicletas, não é só pegar uma moto e sair por aí, percorrendo ruas. Tem que saber taticamente como agir e, portanto, a gente fica feliz em priorizar ações da segurança pública e preparar cada vez mais os nossos profissionais, enfim, os prestadores de serviço na área de segurança para proteger a sociedade sergipana”, disse Belivaldo, que aproveitou para anunciar futuros investimentos em equipamentos para o novo Regimento.  

Curso de formação

Na ocasião, foi realizada também a formatura do III Curso de Especialização em Táticas e Ações com Motocicletas (Cetam) para formação de novos Cavaleiros de Aço, como são conhecidos os profissionais que atuam na unidade. O Cetam, promovido Getam, prepara os policiais para atuarem dentro da doutrina de pilotagem prevista na unidade.

Na oportunidade, foram 21 formados, dos 27 que iniciaram o curso. Destes, 16 fazem parte da Polícia Militar de Sergipe, três são da Polícia Militar do Acre e dois da Polícia Rodoviária Federal com atuação em Sergipe. Foram aproximadamente 465 horas de formação em 60 dias de curso (2 meses), que envolveu disciplinas teóricas, práticas, abordagem e pilotagem e, ao final, estágio. 

A formação para se tornar um Cavaleiro de Aço é bastante rígida e técnica. O curso habilita o policial a trabalhar no Getam, tornando-o um especialista na abordagem com motocicletas, proporcionando mais segurança para a atividade policial e para a população.  No próximo semestre, a expectativa é de promover o 4º curso, fortalecendo a formação técnica de novos ‘Cavaleiros de Aço’, aumentando o efetivo do novo Regimento.  “Esse curso especializa o policial a trabalhar aqui no Getam, que requer uma força maior de armamento, um emprego maior de técnicas e vai proporcionar mais segurança para a atividade policial e para a população”, frisou o comandante do Getam.

O policial Basílio, da Polícia Rodoviário Federal, foi um dos concludentes do curso. “O estado de Sergipe é uma referência no motociclismo e para poder trabalhar com motocicleta na Polícia Rodoviária Federal precisa passar por um curso de treinamento. Então terminando o curso aqui, eu só preciso revalidar e já posso pilotar motocicletas da Policia Rodoviária Federal. Foram dias intensos, de fortes treinamentos. O bom é que a gente colhe a experiência de outras instituições, o estágio mesmo foi importantíssimo, trabalhando com a Polícia Militar, vendo a abordagem e também tendo esse intercâmbio”, revelou. 

Já para o 3º sargento José Magalhães dos Santos, um dos instrutores no curso de formação, que trabalha há 30 anos na Polícia Militar de Sergipe, o curso é importante para a qualificação e renovação do efetivo. “Fico feliz por participar desse curso de formação, trazendo a minha experiência para os mais novos. O trabalho com motocicletas é gratificante, sobretudo pela necessidade de agilidade e perícia. Sinto-me honrado em contribuir com a segurança da população, sobretudo na urgência e no atendimento rápido”, destacou.  

Getam

O Getam é um policiamento especializado da Polícia Militar (PM), criado em 2009, sendo uma das unidades especializadas mais completas da Polícia Militar, ao todo são 87 policiais, sendo 55 aptos a estarem nas ruas.

Sua finalidade é combater, sobretudo, os crimes realizados por motociclistas. Sobre duas rodas, sendo sua ação resposta mais rápida e eficiente em casos de perseguição no trânsito cada vez mais caótico nas grandes cidades. Subordinado operacionalmente ao Comando de Policiamento Militar Especializado (CPME), o Getam possui convênio de gestão com o Departamento de Trânsito de Sergipe (Detran), viabilizando seu funcionamento pleno e dando garantia à execução de sua missão: que é diminuir o tempo resposta no atendimento do policiamento voltado à prevenção de atos delitivos praticados.

Além do policiamento preventivo, o Getam também atua na fiscalização de trânsito, escolta de autoridades e colabora para o enfrentamento à criminalidade, especialmente no combate ao tráfico de drogas e tirando armas de fogo das ruas. Atualmente o grupamento opera em todo o estado de Sergipe, mas seu emprego maciço é na Grande Aracaju, dando ênfase aos grandes corredores de trânsito, locais de difícil acesso e centro da cidade.

FONTE/CRÉDITOS: Governo de Sergipe
Comentários:

Veja também

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )