GILSONNETO.COM

MENU
Logo
Quarta, 23 de setembro de 2020
Publicidade
Publicidade

Sergipe

Governo de Sergipe inclui novas atividades como essenciais durante a pandemia e altera critérios de retomada da economia

Também foram revogados os decretos anteriores

100
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O decreto de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus foi atualizado nesta quinta-feira (30) pelo Governo de Sergipe no Diário Oficial do Estado. Sete atividades foram inclusas como serviços essenciais, novos critérios para avanço de fase da economia foram estabelecidos e decretos anteriores foram revogados.

Passam a ser consideradas atividades essenciais e poder funcionar as clínicas e consultórios de fisioterapia, odontologia, terapia ocupacional, nutrição, psicologia, fonoaudiologia e podologia.

O novo decreto ainda revoga medidas anteriores e determina novos critérios para avanço de fases da economia. São eles:

 

  • A permanência em uma determinada fase por um período mínimo de 14 dias;
  • O enquadramento como estável ou decrescente do índice de capacidade utilizada de leitos Covid-19.

 

Segundo o decreto, considera-se já atendido o período de 14 dias na fase atual. Outro ponto leva em conta que o Comitê de Retomada da Economia (Cogere) decidirá a respeito da manutenção, evolução ou retroação dos municípios em cada fase. Também aponta que, uma vez atendidos os requisitos, a progressão entre fases ocorrerá necessariamente para a próxima, não sendo permitido o salto entre elas. O decreto ainda informa que o cumprimento dos requisitos não determina a decisão do Cogere, que pode avaliar outros critérios que representem a situação epidemiológica do estado.

Plano de Retomada de Economia

 

Após retornar de uma quarentena por testar positivo para o coronavírus, o governador Belivaldo Chagas (PSD) se reuniu nessa quarta-feira (29) com o comitê para tratar sobre o enfrentamento e elaborar um novo plano de retomada da economia, que foi suspenso após determinação judicial. Uma coletiva à imprensa acontece nesta quinta-feira, no Palácio dos Despachos, em Aracaju, para detalhar os novos critérios e anunciar os setores do comércio autorizados em cada fase.

O boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Sergipe na noite dessa quarta-feira apontou mais de 56 mil casos da Covid-19 e 1.390 mortes pela doença. A taxa de ocupação de unidades de terapia intensiva (UTIs) públicas é de 76,6%. Já o de unidades privadas é de 97,4%.

Fonte/Créditos: G1/SE

Créditos (Imagem de capa): Secom/SE

Comentários: