GILSONNETO.COM

Notícias Sergipe

Latrocínios caem mais de 72% em cinco anos em Sergipe

O diretor da CEACrim, Sidney Teles, destacou que 2021 foi o quarto ano consecutivo com redução nos latrocínios em Sergipe.

Latrocínios caem mais de 72% em cinco anos em Sergipe
Foto: SSP/SE
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Com o foco na preservação de vidas, as ações e operações policiais de combate aos crimes de posse ilegal e porte ilegal de arma de fogo, combate ao tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio também resultaram em mais um marco positivo na segurança pública de Sergipe. Os latrocínios – que são os roubos que têm como consequência a morte da vítima – apresentaram diminuição de 72,4% em comparativo entre o ano de 2017 e 2021. Os dados são da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), da SSP.

De acordo com o levantamento feito pela CEACrim, enquanto que em 2017 foram 58 vítimas de latrocínios em Sergipe, em 2021, 16 pessoas foram vítimas desse crime no estado. Em comparativo entre 2020 e 2021, houve uma diminuição de 44,8%.

As investigações de latrocínios na Grande Aracaju se concentram no Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), a exemplo da rápida elucidação do crime praticado contra o proprietário de um lava a jato em Nossa Senhora do Socorro. Em menos de um mês, foram presos os três suspeitos de praticar o crime. Em paralelo, a Polícia Militar está nas ruas fazendo ações de abordagens e de policiamento ostensivo para a apreensão de armas ilegais.

O diretor da CEACrim, Sidney Teles, destacou que 2021 foi o quarto ano consecutivo com redução nos latrocínios em Sergipe. “Em relação ao latrocínio, fechamos o ano com 16 vítimas. O pior ano desse crime em Sergipe foi 2017, por isso temos esse comparativo. Com relação a 2017, tivemos a redução de 72,4%, o que representa menos 42 vítimas desse crime no estado”, detalhou.

O secretário da segurança pública, João Eloy de Menezes, ressaltou o trabalho das forças de segurança pública no enfrentamento aos demais crimes, o que impacta na redução dos latrocínios. “Quando fazemos abordagens e operações conseguimos localizar armas de fogo e por consequência evitamos que os crimes patrimoniais venham a ocorrer. Por isso, temos intensificado as nossas ações para garantir o direito à vida da nossa população”, pontuou.

por SSP/SE

FONTE/CRÉDITOS: Infonet
Comentários:

Veja também

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )