GILSONNETO.COM

Notícias Nordeste

Ministro da Educação participa de debates em fórum mundial em Londres

Victor Godoy destacou que o Plano Nacional de Recuperação de Aprendizagens do Brasil, que deve ser anunciado este mês, está de acordo com as melhores práticas do mundo.

Ministro da Educação participa de debates em fórum mundial em Londres
© Marcelo Camargo/Agência Brasil
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O ministro da Educação, Victor Godoy, participou nesta segunda-feira (23) do primeiro dia de palestras do Fórum Mundial de Educação, em Londres. O objetivo do encontro é discutir o futuro do setor, explorando temáticas para a melhoria da educação mundial, especialmente com a utilização da tecnologia, inovação e sustentabilidade. Acompanhado de comitiva técnica do MEC, ele vai debater também, com mais de 80 ministros do mundo, a situação da educação após a pandemia de covid-19.

Hoje, o evento começou com apresentação do Banco Mundial que destacou os impactos severos da pandemia para o setor. Além de representante da instituição financeira internacional, falaram ministros e secretários de países como África do Sul, Djibuti, Inglaterra, Arabia Saudita e Filipinas.

Em Londres, Godoy destacou que o Plano Nacional de Recuperação de Aprendizagens do Brasil, que deve ser anunciado ainda neste mês, está de acordo com as melhores práticas do mundo. Amanhã (24), o ministro fará palestra no fórum. Com o tema O papel da educação no desenvolvimento de cidadãos - Como avaliar o sucesso de sistemas de ensino e criar políticas públicas direcionadas ao setor, ele vai apresentar a estratégia brasileira aos participantes do encontro.

"A pandemia trouxe diversos aprendizados e vemos que os países têm trabalhado para superar desafios históricos da educação. Percebemos que os sistemas educacionais do mundo não estavam preparados para enfrentar a pandemia e que a política de fechamento das escolas não surtiu o efeito desejado. Vimos de perto as ações estabelecidas em diversos países e amanhã apresentaremos as diretrizes da nossa política de recuperação das aprendizagens para colaborar com o setor", disse o ministro.

Entre os objetivos principais da iniciativa estão ações para elevar a frequência escolar e reduzir os índices de evasão e de abandono escolar, desenvolver estratégias de ensino e aprendizagem para o avanço do desempenho e da promoção escolar, diminuir a distorção idade-série por meio do monitoramento da trajetória escolar; promover a coordenação de ações para o enfrentamento do abandono escolar e a recuperação das aprendizagens.

Também são metas do encontro contribuir para a consecução das estratégias estabelecidas no Plano Nacional de Educação e nos planos de educação estaduais, municipais e distrital, fortalecer a formação dos profissionais do magistério no que diz respeito ao diagnóstico de lacunas nos processos de ensino e aprendizagem, além de promover intervenções eficazes e tempestivas no âmbito da atenção individualizada aos discentes e incentivar a formação para o uso pedagógico de conteúdos digitais.

FONTE/CRÉDITOS: Karine Melo - Repórter da Agência Brasil

Veja também

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )