GILSONNETO.COM

Sergipe contabiliza mais de 6 toneladas de drogas apreendidas em 2021

Polícia

Sergipe contabiliza mais de 6 toneladas de drogas apreendidas em 2021

Combate ao tráfico de drogas resulta na diminuição de crimes de roubos, homicídios e latrocínios

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Sergipe encerrou 2021 com um total de 6,3 toneladas de drogas apreendidas nas ações e operações policiais deflagradas pelas polícias Civil e Militar. O Departamento de Narcóticos (Denarc) apreendeu 3,5 toneladas de entorpecentes e a Polícia Militar contabilizou 2,8 toneladas de entorpecentes retirados de circulação das ruas dos municípios sergipanos. No enfrentamento ao narcotráfico, Sergipe figurou no primeiro lugar do Nordeste em apreensão de drogas durante a operação regional de enfrentamento ao narcotráfico. Em oito dias, foram 150kg de cocaína apreendidos no estado.

Nesse combate ao tráfico de drogas, o Denarc contabilizou 256 prisões decorrentes de flagrantes e do cumprimento de mandados de prisões expedidos pelo Poder Judiciário. Segundo o levantamento feito pelo Denarc, nos últimos meses também foram apreendidas 45 armas de fogo e mais de 3 mil munições, além de oito seletores de rajada - dispositivo utilizado para dar precisão aos disparos. A unidade policial registrou ainda a apreensão de 46 veículos e de quase R$ 1 milhão fruto das operações de desarticulação de grupos criminosos que atuavam no tráfico de drogas em Sergipe.

De acordo com o diretor do Denarc, delegado André Davi, as apreensões de drogas e prisões de envolvidos com o tráfico de entorpecentes impactam na diminuição de outros crimes, como os patrimoniais, de roubos e furtos, e os contra a vida, como os latrocínios e os homicídios. Além disso, conforme o delegado, a integração entre as polícias também é fundamental no combate ao tráfico de drogas.

“O grande número de prisões e de apreensões causa impacto na apuração de outros crimes como os homicídios, roubos e latrocínios. Na verdade é uma simbiose. E o trabalho de excelência de cada departamento influencia positivamente nas ações das outras unidades, também em relação à integração entre as polícias Civil e Militar”, evidenciou o diretor do Denarc.

Segundo o comandante da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, o trabalho da corporação consiste no mapeamento das áreas de maior criminalidade e na realização de abordagens e operações que resultam na apreensão de entorpecentes e prisões em flagrante de suspeitos de tráfico de drogas.

“O nosso trabalho é direcionado para informações que são recebidas pelos comandos do Policiamento Militar da Capital e do Interior em ações em áreas estratégicas, a partir de denúncias e das abordagens a suspeitos em locais de clara situação de flagrante”, destacou o comandante da Polícia Militar.

O secretário da segurança pública, João Eloy de Menezes, ressaltou a importância das ações de combate ao tráfico de drogas como instrumento de impacto nas demais ações criminosas em Sergipe. “Quando o tráfico de drogas é desfalcado, seja com a apreensão de entorpecentes, seja com as prisões de tráfico de drogas, temos um impacto muito positivo na redução de crimes de homicídios e de roubos. É isso que nós queremos, a garantia de que a nossa população terá a segurança necessária para fazer suas atividades”, finalizou.

FONTE/CRÉDITOS: SSP/SE
FONTE/CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Divulgação
Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )