GILSONNETO.COM

TCE determina que Prefeitura de Cristinápolis reduza gastos com pessoal

Conforme o relatório apresentado no Pleno, as novas contratações previstas representarão um gasto mensal superior a R$ 310 mil
TCE determina que Prefeitura de Cristinápolis reduza gastos com pessoal
Foto: Divulgação
10

TCE determina que Prefeitura de Cristinápolis reduza gastos com pessoal

G1/SE

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) expediu nesta quinta-feira (28) uma medida cautelar determinando que a Prefeitura de Cristinápolis não contrate novos servidores e, no prazo de 10 dias, apresente as providências adotadas “a fim de reconduzir o limite de gastos com pessoal”.

A conselheira Susana Azevedo apresentou ao colegiado questionamento da equipe técnica da 1ª Coordenadoria de Controle e Inspeção (CCI), referente à realização de concurso público e processo seletivo pelo município, cujos gastos com pessoal comprometem atualmente 77,30% das suas receitas a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) estabelece para o limite de 54%.

Conforme o relatório apresentado no Pleno, as novas contratações previstas representarão um gasto mensal superior a R$ 310 mil, somente de salário, sem contabilizar as contribuições sociais e demais encargos inerentes ao custo de um servidor.

Ao G1 a assessoria de comunicação do município disse que já está ciente da decisão e que a Prefeitura já vinha tomando as medidas cabíveis para a regularização da situação até o final do prazo.

OUVIR NOTÍCIA

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) expediu nesta quinta-feira (28) uma medida cautelar determinando que a Prefeitura de Cristinápolis não contrate novos servidores e, no prazo de 10 dias, apresente as providências adotadas “a fim de reconduzir o limite de gastos com pessoal”.

A conselheira Susana Azevedo apresentou ao colegiado questionamento da equipe técnica da 1ª Coordenadoria de Controle e Inspeção (CCI), referente à realização de concurso público e processo seletivo pelo município, cujos gastos com pessoal comprometem atualmente 77,30% das suas receitas a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) estabelece para o limite de 54%.

Conforme o relatório apresentado no Pleno, as novas contratações previstas representarão um gasto mensal superior a R$ 310 mil, somente de salário, sem contabilizar as contribuições sociais e demais encargos inerentes ao custo de um servidor.

Ao G1 a assessoria de comunicação do município disse que já está ciente da decisão e que a Prefeitura já vinha tomando as medidas cabíveis para a regularização da situação até o final do prazo.

Fonte

G1/SE

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Polícia
Polícia Civil de Alagoas prende em Maceió foragido da justiça de Sergipe
Polícia Civil de Alagoas prende em Maceió foragido da justiça de Sergipe
VISUALIZAR
Polícia
Parlamentares democratas dos EUA começam a preparar artigos de impeachment contra Trump
Parlamentares democratas dos EUA começam a preparar artigos de impeachment contra Trump
VISUALIZAR
Entretenimento
Simone, da dupla com Simaria, chora ao falar de dificuldade para emagrecer
Simone, da dupla com Simaria, chora ao falar de dificuldade para emagrecer
VISUALIZAR
Municípios
Solange Almeida e Joelma são atrações da Festa do Jegue em Itabi
Solange Almeida e Joelma são atrações da Festa do Jegue em Itabi
VISUALIZAR
Justiça
Justiça manda Flamengo pagar pensão às famílias de vítimas de incêndio no Ninho do Urubu
Justiça manda Flamengo pagar pensão às famílias de vítimas de incêndio no Ninho do Urubu
VISUALIZAR
Mundo
Homem é preso no Nepal por morte de mulher que foi isolada por estar menstruada
Homem é preso no Nepal por morte de mulher que foi isolada por estar menstruada
VISUALIZAR