GILSONNETO.COM

MENU
Logo
Terça, 22 de setembro de 2020
Publicidade
Publicidade

Mundo

Vacina da chinesa da Sinopharm deve ser a 4ª testada no Brasil

Autorização depende da Anvisa; outra chinesa, da Sinovac, passa por testes clínicos

80
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A empresa farmacêutica chinesa Sinopharm e o governo do Paraná esperam enviar, dentro de 15 dias, pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a realização do quarto teste de uma potencial vacina para Covid-19 no Brasil, após assinatura de acordo entre a estatal chinesa e o Estado, afirmou nesta quarta-feira o instituto paranaense que conduzirá os trabalhos no país.

A candidata a vacina da Sinopharm, que, segundo a empresa chinesa, pode estar pronta para aplicação na população até o final deste ano, se somará às vacinas produzidas por Oxford/AstraZeneca, Sinovac Biotech e pela parceira Pfizer/BioNTech entre as candidatas com testes de Fase 3 realizados no Brasil.

"O protocolo de validação em desenvolvimento irá definir o número mínimo de pessoas que participarão dos testes. E, possivelmente, os profissionais da saúde, por estarem na linha de frente do enfrentamento da pandemia, devem ser aqueles testados inicialmente", disse à Reuters o diretor-presidente do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), Jorge Callado.

"Trabalhamos com a expectativa de finalizar o protocolo de validação e submetê-lo aos órgãos regulatórios em cerca de 15 dias", afirmou, acrescentando que hospitais universitários do Estado poderão apoiar a vacinação na fase de testes clínicos.

Fonte/Créditos: Gazeta Web

Créditos (Imagem de capa): Foto: Divulgação

Comentários: